Luís na Austrália

By Agosto 7, 2019Happy Global People

“Fiquei apaixonado pelo país e pelas pessoas. Penso que irei voltar para trabalhar ou apenas para reencontrar algumas pessoas especiais que conheci ao longo do percurso. Esta viagem superou de longe todas as minhas expectativas e sou um homem mais feliz, o que penso ser o mais importante.”

Esta é a história do Luís que decidiu “viajar para o sítio mais longe que consegui e ficar por lá um ano inteiro a fazer coisas completamente diferentes. Uma grande aventura que irei partilhar (mesmo que seja provável ficar semanas em sítios sem internet…
The DREAM).”

Chegada a Brisbane e relax na praia
“Depois do “misto de emoções fortes na hora da partida. A aventura começou…” A viagem passou por escalas no Dubai e Perth antes de chegar ao aeroporto de Brisbane, onde a equipa local esperava jovens de várias nacionalidades para seguir viagem para a Costa do Sol. Nos próximos cinco dias seria só relaxar e recuperar do jet lag. “Já lá vão umas 40 horas sem dormir quase nada. A primeira impressão da Austrália não podia ser melhor. As pessoas são incrivelmente simpáticas e disponíveis. A equipa também é fantástica (parece que nada pode correr mal neste país). Vou dormir que o tempo não está muito bom para fazer praia… 🙂
Finalmente, ao último dia, o Sol dignou-se a aparecer! A vida por estas bandas não se altera muito como o frio ou o calor, o verão ou o inverno, a chuva ou o Sol… todos os dias são dias de surf. É impressionante a percentagem de pessoas que fazem surf, dos 8 aos 80 anos. Enfim, agora que nos conhecemos todos melhor, nos divertimos mais e o tempo está melhor, é hora de partida. Amanhã bem cedo vamos para a quinta aprender um monte de coisas sobre a vida no campo na Austrália.

Curso Introdutório na quinta
A vida na quinta não é fácil! O trabalho é duro (mas fixe) e não há Wi-Fi nem rede móvel. Felizmente as pessoas da quinta são muito amigáveis.
No primeiro dia aprendemos a cuidar, aparelhar e montar a cavalo. De mais! Cada vez gosto mais desta vida.
Segundo dia: andar de mota e de jeep pelos campos o dia inteiro! Depois aprendemos a lidar com o trator. Aprendemos também a lidar com ovelhas e vacas, cortar madeira com o motosserra.
Finalmente no último dia fomos todos reunir umas 50 vacas. Uns a cavalo, outros de moto, foi um excelente trabalho de equipa! No meu dia de aniversário éramos dois a fazer anos e fizeram-nos dois bolos 🙂
Na sexta feira fomos para a cidade de Brisbane passar a noite e hoje cheguei a Sydney. Amanhã levantar cedo para ir para o meu primeiro trabalho.

Primeiro trabalho e Sidney
Após uma curta estadia de uma semana no meu primeiro trabalho, é hora de viajar mais um pouco.
Devido a uma inesperada situação na quinta, onde deveria trabalhar 3 meses e não uma semana, falei com a equipa que nos acolhe que vai arranjar-me um segundo trabalho. No entanto, as paisagens que por aqui encontrei são de mais!
Fiz tanto dinheiro numa semana como em Portugal num mês! Estou ansioso por chegar ao meu novo trabalho e começar a dar no duro.
Entretanto estou em Sydney à espera da nova oferta de trabalho, por isso há que visitar! Já arranjei novos amigo para andar por aqui…

Segundo trabalho
Aceitei uma oferta para trabalhar numa quinta de produção de leite junto da Costa Sul desta ilha, perto de Timboon. A minha primeira impressão não podia ter sido melhor! Foi o irmão do patrão que me foi buscar à gare e hospedou-me em sua casa a primeira noite. Um homem cinco estrelas que, no dia seguinte, me levou para a quinta onde conheci o patrão e os pais deles. Vou ficar os primeiros dias em casa destes velhotes muito à frente porque não há lugar nas casas que o patrão tem para os empregados. Sinto-me com sorte porque estou a ser tratado por eles como se fizesse parte da família.
Quanto ao trabalho, também estou a gostar muito. Trabalho com o patrão, um francês, uma holandesa e um holandês. Temos que tirar o leite a mais de 300 vacas, duas vezes ao dia! Começamos bem cedo, ás 5h30! Entre as duas ordenhas vamos descansando e fazendo outros trabalhos. Gosto muito da forma de trabalhar do meu patrão: tudo muito organizado e muito limpo! Aqui a higiene é prioridade.
Já me foi atribuída uma casa só para mim! O francês terminou a sua estadia e, agora sim, estou por minha conta. A casa é confortável e fica a 30 segundos a pé do local de trabalho. Continuo a gostar e a aprender com o que faço… O nosso patrão disponibiliza um carro para os empregados usarem quando quiserem. O frio continua bem presente e até nevou numa povoação aqui perto, o que é bastante raro. Mas, por outro lado, os australianos continuam calorosos. Toda a gente mete conversa como se nos conhecessem há anos. As senhoras da caixa do supermercado perguntam-me o que tenho feito, se tenho planos para o fim de semana (como se eu tivesse fins de semana).

Os dias de trabalho na quinta finalmente chegaram ao fim!
A vida de produtor de leite continua e continuará por pouco mais de um mês. No início de novembro chegam finalmente as primeiras férias! Irão começar por uma road trip pela “Great Ocean Road” na Costa Sul do estado de Victoria, onde me encontro. Já fui visitar algumas atrações desta estrada com os meus camaradas de trabalho num dia mais tranquilo, tal como os “Twelve Apostles” e a “London Bridge”. Tem chovido a potes por aqui e a primavera tarda a chegar.

Após três meses a produzir leite, é tempo agora para umas merecidas férias pela costa. Gostei muito desta experiência e fiquei com o sentimento de missão cumprida. O patrão gostou do meu trabalho e até me deu um dia extra de folga para passear nesta zona do Estado de Victoria. Depois de um grande agradecimento aos patrões que me trataram como se fizesse parte da família, lá fui eu embora em direção a Melbourne.

Férias merecidas!
As férias já começaram há duas semanas… A aventura começou com uma viagem até Melbourne onde ficámos dois dias e alugámos uma carrinha equipada para campismo. E lá fomos pela costa fora com direção a Brisbane. Até agora visitámos muitas praias deslumbrantes, grutas, montanhas, parques naturais, e ficámos uma noite com uma amiga alemã que conhecemos na semana de curso na quinta há quatro meses. Os próximos dias vão ser passados nas praias da Gold Coast sem fazer tantos quilómetros por dia para desfrutar mais destas lindas praias.

Como o que é bom acaba rápido (bem, ainda foram quatro semanas de férias) foi com alguma tristeza que entregámos a nossa maravilhosa carrinha, com uns 4500 Km feitos, que tanto jeito nos deu. Os últimos dias foram passados em Brisbane e Gold Coast. Mais praias obviamente, mas também um dia bem passado no parque aquático Wet & Wild. Quanto ao nosso trabalho, recebemos uma oferta para trabalhar na quinta onde fizemos o curso na primeira semana. Foi com algum entusiasmo que aceitámos porque o sítio é muito bom!

De volta onde tudo começou
Depois de três meses de trabalho e um mês de descanso, estou de volta à quinta onde fiz o curso, desta vez para trabalhar. Todo o staff foi de férias por umas semanas e precisavam de pessoal para tomar conta da quinta. Somos quatro pessoas a trabalhar neste momento, o que nos dá um pouco de liberdade para poder passear de vez em quando, dois de cada vez. Os dias vão-se passando com muito calor, mas com calma. Há muito que fazer: cuidar e alimentar os animais, manter e limpar as casas, reparar vedações, veículos e máquinas, etc. Sinto-me como um peixe na água (e literalmente estou na piscina quase todos os dias). Muito tempo passado sentado no trator e na mota. Adoro o trabalho e a liberdade de organizar os nossos dias à nossa maneira.
Vou ficar por aqui até pelo menos até meados de janeiro. Desejo a todos um Feliz Natal e um Bom Ano Novo!

Novo trabalho
A aventura na quinta onde fiz o curso inicial terminou. Foi sem dúvida a melhor experiência que tive na Austrália até agora. O trabalho era por vezes duro por causa do calor, mas sempre divertido e interessante! Fiz nesta quinta bons amigos e senti-me como se fizesse parte da família, e devo agradecer a todo o staff e à dona da quinta Joanna.
Entretanto tive uma pequena passagem pelo “outback”, a zona desértica longe de tudo e de todos, onde nesta altura do ano o calor é insuportável. Mas sabendo isto de antemão, era meu objetivo experimentar o estilo de vida típico por estas bandas. Aceitei um trabalho na zona de Cunnamulla no estado de Queensland. Após uma viagem de doze horas de bus, cheguei ao forno. O trabalho era essencialmente lidar com cabras e até não era mau de todo. Infelizmente tive que abandonar devido a complicações físicas que não me permitiam trabalhar a 100% devido ao calor extremo e muita humidade.

A vida na Tasmânia
O meu novo trabalho é agora na Tasmânia, em Bushy Park. Estou aqui há cinco dias e estou a gostar muito. A meteorologia é totalmente diferente! Quase na Antártida, é aqui verão e já faz frio de vez em quando. O trabalho consiste em transportar leite para a fábrica, fazer alguma distribuição de leite e queijo, e trabalhar numa quinta que produz morangueiros. Vivo numa casa com quatro outros jovens que trabalham na ordenha das vacas. So far so good!
Já com quase um mês de trabalho, estou agora bem ambientado à vida na Tasmânia. O trabalho, como em quase todo o lado, tem dias bons e outros menos bons. De vez em quando é necessário realizar tarefas manualmente nos morangueiros (arrancar ervas onde o trator não vai ou orientar as guias dos morangueiros) e essas partes são as menos boas. Com cerca de 12.000 plantas, cada tarefa é longa e dolorosa! Mas felizmente quase todos os dias são diferentes e o patrão é um fixe.
Cá em casa houve umas mudanças. Um sul-africano foi embora após trabalhar aqui durante um ano e foi substituído por um nepalês. Um rapaz divertido e asseado, o que mantém o bom ambiente. Isso fez com que eu mudasse para um quarto melhor! Tive também a oportunidade de visitar Hobart, a maior cidade da região. Muito agradável durante o dia e muito divertido à noite.
Este é o meu último trabalho antes de ir embora para casa. Já começo a sentir um pouco de tristeza por estar quase a acabar esta grande aventura, mas alegre ao mesmo tempo por estar quase a reencontrar o meu país, as pessoas de quem eu gosto e, claro, a minha querida cadela 🙂

O verão na Tasmânia está a ir embora. Já se começam a sentir umas manhãs frescas (3 graus às 5h da manhã), mas felizmente o Sol brilha na maior parte dos dias o que favorece agradáveis passeios nas redondezas.
Fui visitar o parque nacional aqui bem perto com dois dos companheiros de casa. Muitos trilhos para explorar e paisagens deslumbrantes. Fui também fazer um passeio à Maria Island com o meu colega alemão. Apenas meia hora de barco para lá chegar e o dia inteiro por nossa conta. Fizemos o trilho mais duro (5 horas ida e volta sempre a subir ou a descer por caminhos de pedra, que por vezes não se pareciam nada com caminhos), mas valeu a pena. Subimos ao topo da rocha mais alta e a vista era fenomenal. Ali ficámos um grande bocado a recarregar as baterias e admirar a natureza. Antes de voltarmos para o barco, ainda deu tempo para dar umas braçadas na água bem fria.
Quanto ao trabalho, está tudo na mesma. Continuo a gostar e os dias passam-se a grande velocidade. Vamos agora começar a arrancar os morangueiros e a preparar os campos para a próxima época. O patrão quer triplicar a produção, o que significa muito trabalho! É bom, mas por vezes duro… ainda bem que tenho os fins de semana para relaxar.

A vida mudou durante estes últimos tempos. Mudei de casa, bem mais próxima do trabalho (5 min em vez de 35). Uma pequena casa toda restaurada onde vivo com um rapaz inglês que começou a trabalhar comigo há cerca de duas semanas. Agora é ele que está encarregue pelo transporte do leite 3 vezes por semana.
Quanto a mim, tenho outras responsabilidades. O patrão ausentou-se por 3 semanas com a mulher e a filha e deixou-me encarregue de praticamente tudo. Não só das tarefas gerais na quinta como também a parte do negócio do leite. Isso significa que tive de aprender muitas coisas novas em pouco tempo e agora passo mais tempo no escritório do que na rua… o que por vezes até sabe bem uma vez que o inverno está a chegar.
Já se começa a ver neve nas montanhas e o aquecedor a lenha é aceso todos os dias. Tive a oportunidade de ir visitar um pequeno zoo nas proximidades com uns amigos. Muito divertido! Demos o almoço a emus, zebras e camelos.

Sonho realizado
Cheguei a Portugal depois de ter parado quatro dias na Holanda. Esta aventura trouxe-me coisas fantásticas. Foi obviamente uma experiência de vida única!
Fiquei apaixonado pelo país e pelas pessoas. Penso que irei voltar para trabalhar ou apenas para reencontrar algumas pessoas especiais que conheci ao longo do percurso. Adorei o meu último trabalho na Tasmânia. O patrão gostou do meu trabalho e fez-me uma proposta muito interessante se eu decidir voltar. Por isso, não podia ter corrido melhor. Muito obrigado à VidaEdu por tudo e também à equipa da Austrália, uma instituição de grande valor com pessoas incríveis que me ajudaram muito.
Esta viagem superou de longe todas as minhas expectativas e sou um homem mais feliz, o que penso ser o mais importante. Graças ao programa tornei-me uma pessoa muito mais rica e madura, cheia de histórias para contar.”

Luís Monteiro
Experiência Profissional Remunerada na Austrália

PROGRAMA NA AUSTRÁLIA

HAPPY GLOBAL PEOPLE

As experiências de quem já fez!

Luís na Austrália

| Happy Global People | No Comments
"Fiquei apaixonado pelo país e pelas pessoas. Penso que irei voltar para trabalhar ou apenas para reencontrar algumas pessoas especiais que conheci ao longo do percurso. Esta viagem superou de...

Francisco na Austrália

| Happy Global People | No Comments
Depois da Noruega e da Islândia, o Francisco foi para a Austrália viver o sonho australiano! Aqui ficam notícias e fotos de alguns dos locais que visitou... "Alô, A experiência...

Hugo na Austrália

| Happy Global People | No Comments
"Olá, A experiência está a ser óptima e não vai ser tão cedo que me vou esquecer de ter vivido na Rainforest nos wet tropics durante seis meses. Mas esta...

Maria na Austrália

| Happy Global People | No Comments
"A semana na quinta foi uma aprendizagem fantástica, com instrutores profissionais e, ao mesmo, divertidos que acabou por facilitar a aprendizagem de técnicas, por vezes, tão minuciosas e rigorosas. Neste...

EVENTOS

Open Day Lisboa e Porto

Vamos estar em Open Day em Lisboa, dia 27 novembro, e no Porto, dias 28 novembro e 3 dezembro, para esclarecer sobre estágios internacionais, voluntariado, au pair e cursos de... Ler Mais

VidaEdu em Coimbra

Vamos estar em Coimbra, dia 28 de novembro, para reuniões individuais sobre os nossos programas no estrangeiro. Temos vários horários disponíveis, inscreva-se no melhor para si. Participe! Descubra quais os... Ler Mais

VidaEdu no Porto

Vamos estar na Cidade das Profissões, dia 26 de novembro, com dois workshops de grupo sobre Cursos e Estágios Internacionais e Voluntariado Internacional.  Somos oradores convidados e aproveitamos para esclarecer... Ler Mais

Sessões ao sábado

Vamos realizar sessões em Lisboa e no Porto sobre Cursos de Inglês no Verão para grupos de jovens com acompanhamento. Descubra quais os os destinos e tudo o que precisa... Ler Mais